27 de março de 2013

Resultado - Prêmio Nacional de Novelas Históricas da Bahia

A Diretora Geral Interina da Fundação Pedro Calmon – Centro de Memória e Arquivo Público da Bahia - FPC tornou público o resultado do Prêmio Nacional de Novelas Históricas.

Os autores classificados em 1° lugar devem entregar, dentro do prazo de 10 (dez) dias corridos, a documentação complementar estipulada no item 11.1 do regulamento, para recebimento do prêmio.


O DOIS DE JULHO

1º - César Rodrigo Mendonça da Costa
2 de Julho – Uma História de Liberdade

2º - José Marcelo Torres Batista
Aos Pés do Caboclo

3º - Cícero Fernando Pereira Leitão
Laura

4º - Douglas Santos Trindade
Memórias ao Dois de Julho


REVOLTA DOS MALÊS

1° - André Luis Soares
Os Irmãos Malês

2º - Vânia Maria Ferreira Vasconcelos
O Fogo Sagrado da Liberdade
* Obra agraciada com uma Menção Honrosa

3° - Maria Custódia Wolney de Oliveira
Thomaz, o Feiticeiro

4º - Jurema Couto Vasques Hélcias
Dias de Tempestade


REVOLTA DOS BÚZIOS

1º - Sheilla Liz Cecconello
Sob a Luz da Estrela

2º - Manuel Messias da Silva Filho
Destino Liberdade

3º - Valdir Aparecido dos Santos
Um Grito de Liberdade

4º - Nádia São Paulo
Liberdade Sangrenta

5º - Luís Cunha Pimentel
Esconjuro


A SABINADA

1º - Edla Pinheiro Alcântara
Cartas Cartadas Canhões

2º - Marcos Augusto Pessoa Ribeiro
Raposas e Perus


GUERRA DE CANUDOS

1º - Jacob Miguel ElMokoisi
Antônios – Os Muitos Antônios que foi Antônio Conselheiro

2º - Tarcisio Almeida de Teixeira Borges
A Guerra da Intriga

10.05.2013 - 13º Concurso de Poesias da Universidade Federal de São João del-Rei

Informações:
a) Concurso de Poesias

Premiação:
I) 1º lugar: R$ 1.500,00 / 2º lugar: R$ 1.100,00 / 3º lugar: R$ 800,00
II) Publicação de coletânea com 30 poemas (10 exemplares para cada autor)
III) Hospedagem e transporte para os três primeiros comparecerem à premiação

Prazo: 10 de Maio de 2013


Fonte:
http://www.ufsj.edu.br/centrocultural/concurso_de_poesias.php


Organização:
Universidade Federal de São João del-Rei

Contato e Dúvidas:
extensao@ufsj.edu.br


Apresentação:
A Universidade Federal de São João del-Rei promove desde 2000 o Concurso de Poesias da UFSJ, congregando a cada edição um número cada vez maior de escritores de diversas localidades (inclusive de outros Estados), de diferentes faixas etárias, origens sócio-culturais e formação acadêmica.

A Cerimônia de Premiação do Concurso de Poesias da UFSJ é uma das atrações do Inverno Cultural da UFSJ, que ocorre durante a segunda metade do mês de julho e que reúne um grande público entre participantes do concurso, familiares, convidados, turistas e os freqüentadores das oficinas e atrações artístico-culturais promovidas pela UFSJ, além dos moradores de São João del-Rei e região.

O Concurso de Poesias da UFSJ é uma oportunidade para que poetas consagrados ou anônimos, profissionais ou diletantes, iniciantes ou veteranos possam expressar sua arte literária e ter a chance de concorrer para ter seu poema publicado em um livro com os 30 primeiros classificados, editado e impresso pelo Setor Gráfico da UFSJ.

Regulamento:
http://www.ufsj.edu.br/portal2-repositorio/File/centrocultural/Edital_Poesias.pdf

26 de março de 2013

03.05.2013 - Prêmio Literário Florestan Fernandes

Informações:
a) Concurso de Contos, Crônicas, Poemas, Ensaios (e Desenhos)
b) Categorias: Estudantil (Municipal) / Adulto (Nacional)
c) Com temas

Premiação:
I) Aparelhos eletrônicos e Livros

Prazo: 3 de Maio de 2013


Fonte:
http://www.feiradolivroribeirao.com.br/noticias/inscricoes-para-premio-literario-florestan-fernandes/


Organização:
Fundação Feira do Livro de Ribeirão Preto

Contato e Dúvidas:
(16) 3931-6004
http://www.facebook.com/FeiraDoLivroRibeirao


Apresentação:
De 21 de março a 03 de maio, estão abertas as inscrições para o Prêmio Literário Florestan Fernandes da 13ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto. O concurso é dividido em duas categorias sendo elas Estudantil Municipal (Escolas Públicas e/ou Privadas), e o Adulto que será realizado em âmbito nacional.

O regulamento do Prêmio Literário Florestan Fernandes está disponível no site da Feira do Livro de Ribeirão Preto (www.feiradolivroribeirao.com.br) e também no site da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto www.ribeiraopreto.sp.gov.br no link da Secretaria da Educação.

Os interessados em participar do Prêmio deverão enviar os trabalhos para Fundação Instituto do Livro de Ribeirão Preto, que está localizado na Rua Álvares Cabral 322 – Centro Cultural Palace - 1º andar - CEP 14010-080.

A seleção dos trabalhos será feita por profissionais escolhidos pela Comissão Organizadora e o resultado será divulgado a partir do dia 31 de maio no site da Feira do Livro de Ribeirão Preto (www.feiradolivroribeirao.com.br). Mais informações pelo telefone (16) 3931-6004.

O Prêmio Literário da Feira do Livro, criado pela Academia Ribeirãopretana de Letras (ARL), é uma realização da Fundação Feira do Livro de Ribeirão Preto em parceria com a Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, por intermédio das Secretarias Municipal da Educação e Municipal da Cultura e Instituto do Livro; com a participação do Comitê PROLER de Ribeirão Preto e da Academia Ribeirão-pretana de Letras e o apoio da Academia de Letras e Artes de Ribeirão Preto, Academia Ribeirão-pretana de Letras Jurídicas, União dos Escritores Independentes, Casa do Poeta e do Escritor, União Brasileira dos Trovadores, Ordem dos Velhos Jornalistas e Proyecto Cultural SUR/Brasil.

Fundação Feira do Livro de Ribeirão Preto
Rua Mariana Junqueira, 33
(16) 3911.1050 | 3621.5811

Regulamento:
http://www.feiradolivroribeirao.com.br/arquivos/mar/Regulamento_Lit.doc

Errata:
http://www.feiradolivroribeirao.com.br/noticias/errata-premio-literario-florestan-fernandes/

24 de março de 2013

Resultado - II Concurso Internacional de Poesia y Cuento (Peru)

Participaron 1005 escritores de 21 países: Rumania, Australia, Portugal, España, Costa Rica, México, Nicaragua, Perú, República Dominicana, Brasil, Colombia, Ecuador, Argentina, Cuba, Puerto Rico, Chile, Uruguay, Paraguay, Venezuela y EE.UU. El jurado dio su fallo:

CUENTO

PRIMER LUGAR
- Cristina Lomba de la Lama - ESPAÑA
- Sergio Espinosa Soto - CHILE

SEGUNDO LUGAR
- Rui Miguel Dias Carvalho - PORTUGAL
- Cecilia Durán Mena - MEXICO


POESIA

PRIMER LUGAR
- Miguel Ángel Figueiras Giménez - ARGENTINA
- Eddy Francisco Flores Pineda - NICARAGUA

SEGUNDO LUGAR
- Primitivo Oliva Fernández - ESPAÑA
- Raquel Graciela Fernández - ARGENTINA


Los ganadores deberán comunicarse a esta dirección:
Leyder Vásquez Palomino - leyvapa@hotmail.com - 01-9-92317382

21 de março de 2013

Ovejero ganha Prêmio Alfaguara

O Estado de S. Paulo | Agência EFE


O escritor espanhol José Ovejero ganhou o Prêmio Alfaguara de Romance com La Invención de Amor

Segundo o júri, trata-se de uma "história de amor nada convencional, com elementos do thriller clássico e uma reflexão sobre a solidão e a capacidade do ser humano de se reinventar". O presidente do júri, que outorga um prêmio no valor de US$ 175 mil, foi Manuel Rivas. "O livro revela a força transformadora da imaginação e sua capacidade de construir existências", disse ele.

Nos EUA, Ovejero disse ter recebido a notícia do prêmio "com alegria e emoção" e estar feliz pelo fato de que o livro será lançado em todos os países de língua espanhola.

20 de março de 2013

Benjamin Alire Sáenz ganha o prêmio Faulkner de ficção

por Chris Michaud, da Agência Reuters


O escritor Benjamin Alire Sáenz ganhou o prêmio de ficção PEN/Faulkner por sua coletânea de contos "Everything Begins and Ends at the Kentucky Club" ("tudo começa a termina no Clube Kentucky"), anunciou a Fundação PEN/Faulkner na terça-feira.

Sáenz, também poeta e ensaísta, já havia ganhado o American Book Award.

Os sete contos de "Everything Begins...", ambientados no sul do Texas, examinam os efeitos da geografia, política, violência e história pessoal sobre as vidas dos personagens.

"Sáenz devota impressionante atenção à representação de comunidades nas fronteiras dos Estados Unidos e do México, nos limites da expressão sensual e sexual, na beira do desespero, e no limiar da redenção", disse a jurada A.J. Verdelle em nota.

Saénz receberá um prêmio de 15 mil dólares. Os outros quatro finalistas (Amelia Gray, por "Threats"; Laird Hunt, por "Kind One"; T. Geronimo Johnson, por "Hold It ‘Til It Hurts"; e Thomas Mallon, por "Watergate") vão levar 5.000 dólares cada.

Mais de 350 romances e livros de contos de autores norte-americanos publicados nos EUA em 2012 concorreram ao prêmio. Os finalistas lerão trechos de seus livros numa cerimônia em 4 de maio em Washington.

Sáenz é chefe do departamento de Escrita Criativa da Universidade do Texas, em El Paso.

Vencedores anteriores do PEN/Faulkner incluem E.L. Doctorow, Ann Patchett, Philip Roth, John Updike e Annie Proulx.

Resultado - Prêmio Moacyr Scliar de Literatura – Conto

Altair Martins é o vencedor do Prêmio Moacyr Scliar

Seu livro de contos "Enquanto água" será distribuído gratuitamente na rede de bibliotecas públicas e em pontos de cultura do Rio Grande do Sul

Enquanto água, de Altair Martins, venceu o Prêmio Moacyr Scliar de Literatura – Conto | 2012. Nesta segunda edição do prêmio, participaram da comissão julgadora Carlos Nejar, Charles Kiefer, Edson Cruz, Ivana Arruda Leite e Marcelino Freire. Altair receberá R$ 150 mil, e o livro, publicado em 2011 pela Editora Record,terá uma nova edição de 5 mil exemplares, impressos pela Corag e distribuídos gratuitamente na rede estadual de bibliotecas públicas e em pontos de cultura do Rio Grande do Sul. A editora também será premiada, com R$ 30 mil, a título de direitos de edição. O Prêmio Moacyr Scliar é uma realização da Secretaria de Estado da Cultura do Rio Grande do Sul, por meio do Instituto Estadual do Livro, e da Associação Lígia Averbuck, contando com o patrocínio da Petrobras e do Banco do Estado do Rio Grande do Sul, apoio da Companhia Rio-Grandense de Artes Gráficas e da Agência Matriz.


O VENCEDOR

Altair Martins nasceu em Porto Alegre, em 1975. É doutorando em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Ministrou a disciplina de Conto no Curso Superior de Formação de Escritores da Unisinos. Foi vencedor do Prêmio Guimarães Rosa, da Radio France Internationale, por duas vezes (1994 e 1999). Ganhou também o Açorianos (2000 e 2009), o Josué Guimarães (2001), o Luiz Vilela (2000), entre outros. Em 2009 ganhou o Prêmio São Paulo de Literatura com o romance A parede no escuro. Tem textos publicados em Portugal, Itália, França e EUA. Em 2012 o livro Enquanto água foi finalista do Prêmio Jabuti, na categoria contos e crônicas; e ganhou o Prêmio Açorianos, na categoria contos.


O PRÊMIO

O Governo do Estado do Rio Grande do Sul, através da Secretaria de Estado da Cultura – SEDAC e do Instituto Estadual do Livro – IEL, e a Associação Lígia Averbuck, entidade sem fins lucrativos apoiadora das atividades do IEL, instituíram em 2011 o Prêmio Moacyr Scliar de Literatura. Ao homenagear uma de suas mais importantes personalidades literárias, o prêmio pretende fomentar a produção literária, incentivar escritores e contribuir com o enriquecimento e a qualificação dos acervos das bibliotecas públicas.

Moacyr Scliar, filho de imigrantes judeus, nasceu em 23 de março de 1937. Formou-se em Medicina em 1962, tendo se especializado em Saúde Pública, sem nunca abandonar a profissão de sanitarista na Secretaria da Saúde do Estado do Rio Grande do Sul. Escreveu mais de setenta livros em diversos gêneros: conto, romance, crônica, ensaio e infanto-juvenil. Em 1968, Scliar publicou seu primeiro livro de ficção, O carnaval dos animais, pelo qual recebeu o Prêmio da Academia Mineira de Letras. Com estilo leve e irônico, Scliar abordou principalmente questões do judaísmo em aspectos como o humanismo e o humor e também a realidade social e cultural da classe média brasileira. Suas obras foram publicadas em vários países – Estados Unidos, Canadá, França, Portugal, Suécia, Argentina, Japão, Israel, Noruega, Polônia, Holanda são alguns deles – sempre com grande repercussão crítica. Entre os prêmios recebidos estão o Guimarães Rosa (1977), o da Associação Paulista de Críticos de Arte (1980), o Casa de las Américas (1989), o José Lins do Rego da Academia Brasileira de Letras (1998) e três vezes o Jabuti (1988, 1993 e 2000).
Reconhecer a qualidade literária dos autores de poesia e de conto com um prêmio relevante, incentivar a diversificação das edições e aproximar os leitores com a aquisição das obras premiadas para as bibliotecas públicas da rede estadual e para os Pontos de Cultura são os objetivos deste Prêmio. Concorrem livros dessas categorias, publicados por autores brasileiros, de 01 de janeiro a 31 de dezembro nos dois anos anteriores à edição de cada premiação, no Brasil, em língua portuguesa.


A COMISSÃO JULGADORA

CARLOS NEJAR é conhecido como poeta. Publicou sua poesia reunida pela Ateliê Editorial:I. Idade da noite; II. Idade da aurora. Romancista, entre suas publicações estão O túnel perfeito, Carta aos loucos, Riopampa, ou o Moinho das tribulações (Prêmio Machado de Assis, da Fundação da Biblioteca Nacional, em 2000) e O poço dos milagres (prêmio para a melhor prosa poética da Associação Paulista de Artes, de São Paulo, 2005). É autor de umaHistória da Literatura Brasileira e de Os viventes, em terceira edição. Pertence à Academia Brasileira de Letras. Publicou, em 2012, Contos inefáveis, pela editora Nova Alexandria, de São Paulo; e Um homem do pampa, pela CORAG, do Rio Grande do Sul.

CHARLES KIEFER é natural de Três de Maio (RS). Estreou na ficção em 1982 com Caminhando na chuva, novela de temática adolescente que já vendeu mais de 100 mil exemplares. Em 1985 ganhou projeção nacional com a novela O pêndulo do relógio, agraciada com o Prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro. Em 1993, com o livro de contos Um outro olhar o escritor volta a receber o prêmio. E em 1996, com Antologia pessoal, conquista o terceiro Prêmio Jabuti. O autor vem acumulando nos últimos anos uma série de outras premiações, entre elas o Prêmio Guararapes, da União Brasileira de Escritores, para O pêndulo do relógio; O Prêmio Afonso Arinos, da Academia Brasileira de Letras, em 1993, por Um outro olhar; o Prêmio Altamente Recomendável para Adolescentes, pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, em 1986, para o livro infanto-juvenil Você viu meu pai por aí? e o Prêmio Mario de Andrade, da Biblioteca Nacional pela obra teórica A poética do ponto: de Poe a Borges, um passeio pelo gênero, entre dezenas de outros. Tem mais de trinta livros publicados no Brasil, na França e em Portugal. Em 2010, a Editora Leya publicou Para ser escritor, obra em que o autor elabora seus mais de 25 anos de experiência como professor de oficinas literárias. Charles Kiefer é doutor em Teoria da Literatura pela PUCRS, onde atua como professor nos cursos de Graduação e Pós-Graduação em Letras, estando à frente das disciplinas de Escrita Criativa, Produção de Textos Poéticos, Oficina de Criação Literária e Conto Brasileiro: Teoria e Prática. Também mantém, há três décadas, a tradicional Oficina de Criação Literária Charles Kiefer, sendo responsável pela formação de novos autores no cenário da literatura nacional.

EDSON CRUZ (Ilhéus, BA) é poeta e editor; graduado em Letras pela USP, estou música e psicologia. Foi fundador e editor do site de literatura Cronópios (até meados de 2009) e da revista literária Mnemozine. Fez entrevistas para TV Cronópios e Programa Bitnikscom grandes escritores contemporâneos. Lançou em 2007, Sortilégio (poesia), pelo selo Demônio Negro/Annablume; como organizador, O que é poesia?, pela Confraria do Vento/Calibán; em 2010, uma adaptação do épico indiano, Mahâbhârata, pela Paulinas Editora. Em 2011, lançou seu poemário contemplado com Bolsa de Criação da Petrobras Cultural, Sambaqui, pela Crisálida Editora. É editor do site de Literatura Adjacências, MUSA RARA (www.musarara.com.br) e do selo MUSA RARA, em parceria com a Terracora Editora. É curador e mediador do ciclo de diálogos O que é a Poesia?, organizado pela Casa das Rosas.

IVANA ARRUDA LEITE nasceu em Araçatuba, SP, em 1951. É mestre em Sociologia pela Universidade de São Paulo. Publicou dois livros de contos: Falo de mulher e Ao homem que não me quis, finalista do prêmio Jabuti; uma novela: Eu te darei o céu e outras promessas dos anos 60; e dois romances: Hotel Novo Mundo, finalista do prêmio São Paulo, e Alameda Santos. Também escreve para o público infanto-juvenil. Participou de várias antologias, entre as quais: Geração 90 - os transgressores; 25 mulheres que estão fazendo a nova literatura brasileira e Capitu mandou flores.

MARCELINO FREIRE é escritor. Nasceu em 1967 em Sertânia, PE. Viveu no Recife e, desde 1991, reside em São Paulo. É autor, entre outros, dos livros Angu de sangue e Contos negreiros (Prêmio Jabuti 2006). Em 2004, idealizou e organizou a antologia Os cem menores contos brasileiros do século. Alguns de seus contos foram adaptados para teatro. Participou de várias antologias no Brasil e no exterior. Criou a Balada Literária, evento que, desde 2006, reúne escritores, nacionais e internacionais, pelo bairro paulistano da Vila Madalena. É um dos integrantes do coletivo EDITH, pelo qual lançou, em 2011, o livro de contos Amar é crime. Prepara para este ano o lançamento de seu primeiro romance, Só o pó. Mais informações sobre autor e obra, acesse: www.marcelinofreire.wordpress.com.


Fonte:

18 de março de 2013

Concurso "Melhores Programas de Incentivo à Leitura junto a Crianças e Jovens de todo o Brasil"

O concurso chega à sua 18.ª edição com mais de 945 programas inscritos e 69 premiados em 18 anos.


Todos os anos a Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil – FNLIJ promove o concurso que busca identificar e dar publicidade aos programas de incentivo à leitura junto aos públicos infantil e juvenil já existentes no Brasil. O objetivo é conhecer as dificuldades e soluções do universo da leitura infanto-juvenil no país e, assim, estimular o desenvolvimento de novos programas.

Desde 1994, o concurso premia iniciativas como o da Fiocruz, em 2004, que potencializa o diálogo entre a literatura e a ciência, e um simpático programa chamado Leitura no Sítio, desenvolvido desde 2005, em Porto Velho, no qual crianças e adolescentes são incentivados a emprestar livros e fazem leitura de histórias sobre lonas no gramado de um sítio, cheio de árvores frondosas.

A 18ª edição do concurso já está com as inscrições abertas e podem ser feitas até o dia 31 de março deste ano e devem ser encaminhadas para a FNLIJ (Rua da Imprensa, 16, salas 1212 a 1215, Centro, Rio de Janeiro).

Serão premiados apenas os três melhores programas inscritos, escolhidos pela comissão julgadora. O primeiro colocado ganhará 500 livros, o segundo, 300, e o terceiro, 150 livros.

A cerimônia de premiação acontecerá durante o 15º Salão FNLIJ do Livro para Crianças e Jovens, que se realizará no Rio, de 5 a 16 de junho.


Regulamento:


Fonte:
Assessoria de Imprensa

Resultado - Prêmio SESC de Literatura

* No site do SESC, os autores estão identificados por pseudônimo, mas incluiremos, entre parênteses, as informações extra-oficiais sobre quem são os vencedores.

Romance:
“O Evangelho segundo Hitler”, Lestast
(Marcos Peres
Maringá - PR)


Conto:
“Noveleletas", Adamastor Peçonha
(João Vereza
São Paulo - SP)


Menções honrosas - Romance:
"Glicério Atravessa", Nino Camargo
Fernando dos Santos Rocha Jr. -

"Ausentes", Manuel Gómez

"Rebeca", Guerreiro Branco


Finalistas:
Romance: 37 finalistas
Conto: 36 finalistas
http://www.sesc.com.br/premiosesc/finalistas2013.html


Fonte:

15 de março de 2013

31.03.2013 - 10º Concurso Tamoios - FNLIJ

Informações:
a) Concurso de Literatura Infantil e Juvenil
b) Voltado a indígenas adultos brasileiros residentes no Brasil

Premiação:
I) Acervo de livros infantis e juvenis

Prazo: 31 de Março de 2013


Fonte:
http://www.fnlij.org.br/principal.asp?cod_diario=86


Organização:
Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil - FNLIJ

Contato e Dúvidas:

- FNLIJ: (21) 2262 9130 - fnlij@fnlij.org.br
- INBRAPI: (61) 3033 7019 - inbrapi@inbrapi.org.br



Regulamento:
A Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil - FNLIJ, seção brasileira do International Board on Books for Young People - IBBY, com o propósito de incentivar a produção literária para crianças e jovens e a leitura, tem promovido concursos de textos para professores e escritores. Agora, em 2012-2013, como uma ação de fortalecimento da nova década dos povos indígenas (2005 – 2015) proclamada pela UNESCO, em parceria com o INBRAPI - Instituto Indígena Brasileiro para Propriedade Intelectual, por meio do Núcleo de Escritores e Artistas Indígenas – NEArIn, a FNLIJ promove:

10º CONCURSO TAMOIOS DE TEXTOS DE ESCRITORES INDÍGENAS

Regulamento

Inscrição:
- Poderão participar indígenas adultos brasileiros residentes no Brasil, que tiverem sua filiação indígena apresentada;
- O texto inscrito deve ser fruto de uma produção literária para o público de crianças e/ou jovens, podendo ser de autoria coletiva;
- O texto deve ser inédito;

Tamoios. Foi como os indígenas confederados se denominaram no século XVI para fazer frente à expansão portuguesa. A palavra significa Filhos da Terra, Nativos. Em homenagem a esta resistência dos antepassados e a esta nova confederação dos Filhos da Terra, que hoje usam a escrita como arma, os organizadores elegeram este nome para intitular o presente concurso.

- O texto deve vir apresentado em português, em forma narrativa ou poética;
- Cada texto deve ser apresentado impresso em 3 cópias, em papel A4, fonte arial 12, espaçamento 1,5, tendo o máximo de 40 laudas, com título e o pseudônimo do autor;
- Separadamente, em um envelope fechado, o participante deve informar seus dados pessoais (nome completo, povo indígena a que pertence, endereço/cep, telefone, email, cidade e estado) e uma biografia de 5 linhas com sua trajetória de vida. Caso seja um texto coletivo, deve ser informada a biografia do grupo;
- Os trabalhos deverão ser enviados até 31 de março de 2013 para a sede da FNLIJ:

Rua da Imprensa, 16 – sala 1215
CEP 20030-120 – Rio de Janeiro – RJ;

- Após o concurso, os trabalhos não serão devolvidos;
- Maiores informações na FNLIJ pelo telefone: (21) 2262 9130 e pelo e-mail:
fnlij@fnlij.org.br
ou no INBRAPI pelo telefone: (61) 3033 7019 e pelo e-mail:
inbrapi@inbrapi.org.br

Julgamento:
- A comissão julgadora será composta por especialistas indicados pela FNLIJ e pelo INBRAPI, através do Núcleo de Escritores e Artistas Indígenas – NEArIn;
- Caberá à comissão julgadora selecionar ou não mais de um vencedor.

Divulgação dos resultados:
Os resultados serão comunicados diretamente ao(s) vencedor(es) pela FNLIJ e divulgados no Notícias e no site da FNLIJ:
www.fnlij.org.br

Premiação:
- Um acervo de livros de literatura infantil e juvenil será doado pela FNLIJ;
- A entrega de prêmios será feita durante o evento 15 º Salão FNLIJ do Livro para Crianças e Jovens, no Rio de Janeiro, de 5 a 16 de junho de 2013, no Centro de Convenções SulAmerica, no Rio de Janeiro;
- O texto premiado será publicado no jornal Notícias da FNLIJ;

Finalistas do Prêmio Vivaleitura 2012

Divulgada a lista dos 45 projetos finalistas do Prêmio Vivaleitura edição 2012. A relação dos 18 vencedores do concurso será divulgada durante a cerimônia de premiação, a ser realizada em data ainda não definida.

O prêmio é uma iniciativa do Ministério da Cultura (MinC), da Fundação Biblioteca Nacional, do Ministério da Educação (MEC) e da Organização dos Estados Ibero-americanos para Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), com o apoio da Fundação Santillana, da Fundação Banco do Brasil, do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e faz parte do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL).


Confira a relação dos finalistas:



Fonte:
http://www.bn.br

14 de março de 2013

Comitê organizador divulga lista de autores brasileiros que irão à Feira de Frankfurt em outubro

Publishnews - 14/03/2013 - Redação

Durante uma coletiva de imprensa na Feira do Livro de Leipzig, o comitê que organiza a participação do Brasil como convidado de honra na Feira de Frankfurt este ano anunciou a lista dos 70 autores que irá representar o Brasil em outubro, na feira.

Os nomes foram escolhidos por uma comitiva composta pelo crítico literário Manuel da Costa Pinto, Antonio Martinelli, do Sesc-SP e Antonieta Cunha, diretora de Livro, Leitura e Literatura da FBN. Os critérios foram a diversidade e a pluralidade, o equilíbrio entre escritores consagrados e a nova geração, a variedade de gêneros (prosa; poesia; ensaio, biografia e crítica literária; literatura infanto-juvenil e obras técnicas e científicas) e a qualidade estética, privilegiando também autores que já foram publicados ou estão em vias de serem publicados no exterior.

Dos 70 autores, apenas 19 não são da região Sudeste do país.

Comitiva dos autores brasileiros na Feira do Livro de Frankfurt 2013:

Adélia Prado (MG)
Adriana Lisboa (RJ)
Affonso Romano de Sant'Anna (MG)
Age de Carvalho (PA)
Alice Ruiz (PR)
Ana Maria Machado (RJ)
Ana Miranda (CE)
André Sant’Anna (MG)
Andrea del Fuego (SP)
Angela-Lago (MG)
Antonio Carlos Viana (SE)
Beatriz Bracher (SP)
Bernardo Ajzenberg (SP)
Bernardo Carvalho (RJ)
Carlos Heitor Cony (RJ)
Carola Saavedra (RJ)
Chacal (RJ)
Cíntia Moscovich (RS)
Cristovão Tezza (SC)
Daniel Galera (RS)
Daniel Munduruku (PA)
Eva Furnari (SP)
Fábio Moon e Gabriel Bá (SP)
Fernando Gonsales (SP)
Fernando Morais (MG)
Fernando Vilela (SP)
Ferréz (SP)
Flora Süssekind (RJ)
Francisco Alvim (MG)
Ignácio de Loyola Brandão (SP)
João Almino (RN)
João Gilberto Noll (RS)
João Ubaldo Ribeiro (BA)
Joca Reiners Terron (MT)
José Miguel Wisnik (SP)
José Murilo de Carvalho (MG)
Lelis (MG)
Lilia Moritz Schwarcz (SP)
Lourenço Mutarelli (SP)
Luiz Costa Lima (MA)
Luiz Ruffato (MG)
Manuela Carneiro da Cunha (Portugal - SP)
Marçal Aquino (SP)
Marcelino Freire (PE)
Maria Esther Maciel (MG)
Maria Rita Kehl (SP)
Marina Colasanti (RJ)
Mary Del Priori (RJ)
Mauricio de Sousa (SP)
Michel Laub (RS)
Miguel Nicolelis (SP)
Nélida Piñón (RJ)
Nicolas Behr (MT)
Nuno Ramos (SP)
Patricia Melo (SP)
Paulo Coelho (RJ)
Paulo Henriques Britto (RJ)
Paulo Lins (RJ)
Pedro Bandeira (SP)
Roger Mello (DF)
Ronaldo Correia de Brito (CE)
Ruth Rocha (SP)
Ruy Castro (MG)
Sérgio Sant’Anna (RJ)
Silviano Santiago (MG)
Teixeira Coelho (SP)
Veronica Stigger (RS)
Walnice Nogueira Galvão (SP)
Ziraldo (MG)

14 de Março - Dia Nacional da Poesia

Hoje, dia 14 de março, data de nascimento de Antônio Frederico de Castro Alves (1847-1871), conhecido como "poeta dos escravos", comemora-se o Dia Nacional da Poesia.

Ao ensejo da data, publicamos aqui uma estrofe do poema O Livro e a América, de autoria de Castro Alves:

Por isso na impaciência
Desta sede de saber,
Como as aves do deserto
As almas buscam beber...
Oh! Bendito o que semeia
Livros... livros à mão cheia...
E manda o povo pensar!
O livro caindo n'alma
É germe — que faz a palma,
É chuva — que faz o mar.

13 de março de 2013

Resultado - Concurso de Haikais - Toda Poesia

Alice Ruiz, Sofia Mariutti e Leandro Sarmatz avaliaram todos os haikais, e os 5 vencedores são:


Dois cães na rua
O solto faz festa
O preso protesta

— Luiz Andrioli


Flor de maio
presa ao vestido
trancado no armário

— Ana Clara Noronha


a pipa
se alinha
ao voo da andorinha

— Amyr


à meia-luz
água apitando no bule
gaita de blues

— Lucas Puntel Carrasco


Faro de breu
Farol do vaga-lume
Acendeu

— Márcio Januário Pereira


Fonte:

04.08.2013 - 6º Concurso de Crônicas ou Histórias Curtas da UNISC

Informações:
a) Concurso de Crônicas ou Histórias Curtas (e fotografias)
b) Tema: relacionado à UNISC ou à história desta instituição
c) Inscrição pelo site do concurso

Premiação:
I) 1º lugar: R$ 1.500,00; 2º lugar: R$ 800,00
II) Publicação de coletânea com os melhores textos

Prazo: 4 de Agosto de 2013


Fonte:
http://www.concursosunisc20anos.unisc.br/


Organização:
UNISC - Universidade de Santa Cruz do Sul
(51) 3717-7306

Contato e Dúvidas:
http://www.concursosunisc20anos.unisc.br/contato.php


Regulamento:
6º CONCURSO DE CRÔNICAS ou HISTÓRIAS CURTAS
“UNISC: UMA TRAJETÓRIA E MUITAS LEMBRANÇAS”

1. FINALIDADE E TEMA
1.1 O 6º Concurso de Crônicas ou Histórias Curtas “UNISC: uma trajetória e muitas lembranças” é aberto à comunidade e visa preservar a memória da Universidade de Santa Cruz do Sul e de seus Campi, estabelecidos em Santa Cruz do Sul, Capão da Canoa, Montenegro, Sobradinho e Venâncio Aires, desde seus primórdios, e em seus diversos aspectos.
1.2 O texto deve se relacionar à UNISC, à FISC, ou às primeiras Faculdades, envolvendo aspectos relacionados à instalação dos Campi ou enfocando fatos reais ocorridos em salas de aula, laboratórios, clínicas, restaurantes, auditórios, locais de convivência, corredores, provas, concursos, estágios, projetos de extensão, atividades de pesquisa, excursões e saídas de campo, promoções e recepções dos calouros, obras, formaturas e confraternizações de turmas, reuniões, assembleias, pleitos eleitorais, manifestações reivindicatórias, no trajeto para os campi, nos Diretórios Acadêmicos, no desenvolvimento de processos, na biblioteca, entre outros.

2. INSCRIÇÃO
2.1 A inscrição no 6º Concurso de Crônicas ou Histórias Curtas “UNISC: uma trajetória e muitas lembranças” é gratuita e pode ser feita até o dia 04 agosto de 2013, às 23h59min, mediante o preenchimento da ficha de inscrição e o envio do arquivo com o texto da crônica ou história curta, pelo site:



2.2 O texto deve ser digitado em Times New Roman, fonte 12, com o mínimo de 30 e o máximo de 80 linhas, e nele obrigatoriamente deve constar o título da história.
2.3 Cada participante pode concorrer com até dois textos.

3. INFORMAÇÕES IMPORTANTES
3.1 A identificação do concorrente é feita somente na ficha de inscrição e não é revelada à Comissão Julgadora até a conclusão do processo de julgamento.
3.2 O ato de inscrição comprova que o autor conhece as normas deste Regulamento e concorda em ceder para a Unisc os direitos de publicação do texto.
3.3 O resultado do concurso é comunicado individualmente aos participantes por e-mail.
3.4 Casos omissos neste Regulamento são resolvidos pelas Comissões Organizadora ou Julgadora, dependendo do caso.

4. JULGAMENTO E PREMIAÇÃO
4.1 A Comissão Julgadora do Concurso é constituída por membros indicados pela Reitoria e pelos Departamentos de História e Geografia, de Letras e de Comunicação Social da Unisc.
4.2 O parecer da Comissão é informado para a EDUNISC até o final do mês de agosto, para viabilizar a publicação de um livro com os melhores textos.
4.3 Está prevista a concessão de dois prêmios em dinheiro:
I - 1º lugar: R$ 1.500,00; e
II - 2º lugar: R$ 800,00.
4.4 A critério da Comissão Julgadora, podem ser concedidas uma ou mais Menções Honrosas.
4.5 A entrega dos prêmios ocorre no dia 25 de setembro de 2013.

5. CRONOGRAMA
Inscrições: de 02 de março a 04 de agosto de 2013;
Julgamento: agosto de 2013;
Premiação e publicação: 25 de setembro de 2013;
Informações: www.unisc.br e (51) 3717-7306.

12 de março de 2013

Resultado - IV Prêmio Nacional e IV Prêmio Estadual Ideal Clube de Literatura

O gaúcho Caio de Oliveira Yurgel venceu o IV Prêmio Nacional Ideal Clube de Literatur

O evento foi realizado no dia 21 de fevereiro, no Ideal Clube, e agraciou também Max Rocha Franco Pompílio, referente ao Prêmio Estadual do Clube.


Fonte:
http://www.opovo.com.br/app/opovo/radar/2013/02/22/noticiasjornalradar,3010357/divulgados-os-vencedores-do-premio-ideal-clube-de-literatura.shtml

01.04.2013 - São Luís nos 4 Cantos

Informações:
a) Concurso de Roteiros (Contos e Perfis)
b) Tema: São Luís - MA
c) Inscrição pelo Site
d) Os autores selecionados devem comparecer à capacitação para produção, em São Luís

Premiação:
I) Produção de dez curta metragens

Prazo: 1º de Abril de 2013


Fonte:
http://www.saoluisnos4cantos.com.br/


Organização:
Fabrika Filmes

Contato e Dúvidas:
informacoes@saoluisnos4cantos.com.br


Regulamento:
A participação no projeto São Luís nos 4 Cantos é aberta a qualquer pessoa maior de 18 anos e para concorrer basta inscrever uma boa história no concurso literário promovido pelo projeto, nas categorias CONTO ou PERFIL.

Nesta etapa, a linguagem predominante deve ser a literária, por isso somente serão aceitas obras literárias ficcionais (categoria CONTO) ou reais (categoria perfil), com no máximo 05 laudas, não sendo aceitos roteiros já elaborados ou qualquer outro formato. Os cinco vencedores de cada categoria, num total de dez selecionados, terão a oportunidade de terem suas obras adaptadas para o cinema.

E aguardem, pois na segunda etapa do São Luís nos 4Cantos abriremos 20 vagas para quem quiser fazer parte da produção dos curtas! Fiquem de olho para ter acesso a uma capacitação intensiva em cinema!

+ Clique aqui e leia o regulamento completo

12 de Março - Dia do Bibliotecário

Hoje, dia 12 de março, comemora-se no Brasil o Dia do Bibliotecário, relembrando o nascimento de Manuel Bastos Tigre, o mais conhecido e ilustre bibliotecário brasileiro.

Estes profissionais, mediadores, facilitadores, organizadores e multiplicadores do acesso ao conhecimento e às artes, merecem todas as nossas homenagens.


Em homenagem aos colegas, Cátia Lindemann e Graziele Lopes de Oliveira,
alunas do curso de biblioteconomia da FURG, fizeram esta escultura de livros
e periódicos inspirada na obra O Bibliotecário, de Giuseppe Arcimboldo
Fonte: Facebook do Sistema de Bibliotecas da FURG


Homenagens e consciência

Muito além de prestar as devidas devidas homenagens e de celebrar este dia, nós, como autores-leitores, devemos ter consciência da importância destes profissionais para o desenvolvimento educacional e cultural de uma nação. Atuando na organização e promoção do acesso ao conhecimento, os bibliotecários são os principais guardiões das obras (didáticas, técnicas, literárias...) que consumimos e produzimos, garantindo nosso acesso - e o das futuras gerações - ao conhecimento e às artes produzidas ao redor do mundo.

De nada adianta ter um grande acervo, ou o estoque infindável da internet, se não houver alguém para classificá-lo, organizá-lo e torná-lo acessível.

Por lei, até o ano de 2020, cada escola deverá contar com acervo de pelo menos um título diferente por cada aluno matriculado; E estes acervos deverão ser geridos por especialistas, graduados em biblioteconomia. Esta iniciativa, sem sombra de dúvidas, é um dos passos necessários para o verdadeiro desenvolvimento desta nação. No entanto, o prazo ainda é longo, e há sérias cobranças acerca do investimento efetivo do governo visando à formação de bibliotecários em número suficiente para que a lei se torne realidade.

Desse modo, esperamos que estes profissionais, bem como os educadores, pesquisadores e escritores,  sejam cada vez mais valorizados em nossa sociedade.



Equipe do blog


11 de março de 2013

Exigência de ineditismo em concursos literários

O escritor Rubens Jardim levantou a questão em seu Facebook e nós resolvemos trazer a discussão para cá.


Poema bom é poema morto


Após deparar-se com o texto abaixo, Rubens fez uma justa advertência para os organizadores desses concursos: poema bom é poema morto.

"Enquanto a música pode percorrer todas as ondas e os quadros viajem para serem vistos, e os filmes vencedores de festivais concorram a outros, e o ballet, e a ópera se repitam pelos séculos - do escritor é exigido o ineditismo. Como se aquele poema vencedor não pudesse e não devesse ser mil vezes executado, lido, ouvido. Poema ou livro que vence concurso não pode concorrer a outro. A trajetória do poema que gerou o agrado de todos os jurados é também a sua sentença de morte." (Ítalo Rovere)

Também há que se levar em conta a necessidade atual de divulgar as obras por meio da internet e das redes sociais, como forma de receber retorno do público, se tornar mais conhecido e, enfim, conseguir uma publicação em livro.

E, por fim, mas não menos importante, deve ser levado em conta o fato de que muitos dos concursos, apesar de publicarem as obras com um projeto gráfico interessante e de cederem uma quantidade de exemplares ao autor, não oferecem qualquer prêmio em dinheiro ou remuneração pela publicação dos trabalhos. A publicação é uma conquista, mas a obrigatoriedade do ineditismo acaba, por vezes, a ser uma exigência demasiado injusta diante daquilo que se oferece.


Anonimato e revelação de novos talentos


Há concursos voltados diretamente para a revelação de novos talentos e de obras que ainda não encontraram seu espaço. Nestes casos, justifica-se a exigência de ineditismo, ao menos no formato impresso, por conta do objetivo ser voltado especificamente ao que é novo.

Outros concursos são voltados à publicação de originais e, nesse caso, justifica-se - até mesmo por questões comerciais - a exigência de ineditismo em formato impresso. Ainda assim, pode-se avaliar melhor a exigência do ineditismos nos meios virtuais.

Cabe lembrar também que há concursos que funcionam como oficinas de criação, no formato desafio, cujo foco é desenvolver o trabalho em determinado período após a divulgação do tema e formato. A apresentação de texto elaborado previamente seria uma forma de burlar as regras.

Antes de encerrar, é preciso citar aquele que, a meu ver, é o principal argumento a favor da exigência do ineditismo: se o texto não for inédito, pode-se comprometer o anonimato do autor diante da comissão julgadora, caso algum de seus membros tenha lido previamente a obra.



Ineditismo em pauta


Com esta exposição um tanto quanto superficial, mas abrangente, esperamos colaborar para a discussão; e para que cada entidade organizadora possa avaliar todos os aspectos possíveis na hora de elaborar um edital que resulte em um certame que seja bom para a instituição, para os autores e, principalmente, para a literatura.

Resultado - 3º Concurso Literário Internacional Castro Alves

Internacional - POESIAS

1° lugar: VESTIMENTA - Maria Cristina Drese, - Monte Grande / Buenos Aires, Argentina
2° lugar: POEMETO A CASTRO ALVES - Edweine Loureiro da Silva - Saitama, Japão
3° lugar: O MEU SORRISO – Neila Maria de Aguiar Wilson – Durban, África do Sul.

Internacional - CONTOS
1° lugar: O SERVENTE DE DEUS - Maria Cristina Drese – Monte Grande – Buenos Aires – Argentina
2° lugar: AS INSONIAS – Victor Manauel Capela Batista - Barreiro, Portugal
3° lugar: A CONFISSÃO DE GREGÓRIO MATOS AO PADRE ANTÔNIO VIEIRA – Edweine Loureiro da Silva – Saitama, Japão.


Membros Correspondentes -POESIAS
1° lugar: NOITE ENLUARADA – António José Barradas Barroso – Parede, Portugal
2° lugar: NOVO DIA – Maria Romana da Costa Lopes Rosa – Faro/Algarve, Portugal
3° lugar : UM MOMENTO, Irenilda Paranhos de Castro – São José do Norte / RS - Brasil

Membros Correspondentes – CONTOS
1° lugar: FLOR NO CABELO - António José Barradas Barroso – Parede, Portugal.


Nacional - POESIAS
1° lugar: PINTAR, TECER E BORDAR – Eloisa Antunes Maciel – Santa Maria - RS
2° lugar: MEU LAMENTO – Deise Brandão Torres Leal – Rio Branco - Acre
3° lugar: MINHA ALMA – Maria Apparecida S. Coquemala – Itararé / São Paulo - SP

Nacional - CONTOS
1° lugar: A FACE DOS MORTOS – Maria Apparecida S. Coquemala - Itararé / São Paulo – SP
2° lugar: A PERGUNTA – Gustavo Barbosa Rossato - Jundiaí / São Paulo - SP
3° lugar: O FANTASMA DO RIO CAMAQUÃ - Maria Islair Duarte Lages - Rio Grande / RS


Municipal - POESIAS
1° lugar: NA ESTRADA – Héctor Mário Vasques de Almeida. - Rio Grande – RS
2° lugar: DE SANTA FÉ E TORRÃO – Gargione Ávila - Rio Grande – RS
3° lugar: POEMA CIBERNÉTICO – Almira Lima – Rio Grande – RS

Municipal - CONTOS
1° lugar: A FLOR DAS RUAS – Maria Lucilene Zafalem Garcia – Rio Grande – RS
2° lugar: A CHANCE – Elaine Maria Goulart Nunes – Rio Grande – RS
3° lugar: UMA HISTÓRIA DE SOLIDÃO: Maria Helena Rodrigues Fuão – Rio Grande – RS


A Academia Rio-Grandina de Letras sentir-se-á muito honrada com sua presença na solenidade de premiação do 3° Concurso Literário Castro Alves, que fará parte das comemorações do seu 32º aniversário de sua fundação e realizar-se-á dia 23 de março do ano em curso, às 16:00 h, no sobrado dos azulejos, sede da Secretaria de Município de Cultura da cidade do Rio Grande. (rua Marechal Floriano Peixoto).

Dalva Leal Martins - Presidente
Marcos Costa Filho - Coordenador


Fonte:
E-mail enviado pela organização

10 de março de 2013

30.06.2013 - XXI Jogos Florais de Porto Alegre

Informações:
a) Concurso de Trovas
b) Categorias: Estadual / Nacional e Portugal / Língua Hispânica
c) Com tema

Prazo: 30 de Junho de 2013


Fonte:
http://falandodetrova.com.br/portoalegre2013


Organização:
União Brasileira de Trovadores
Porto Alegre

Contato e Dúvidas:
(51) 3241-6422


Regulamento:
XXI Jogos Florais de Porto Alegre/RS - 2013
Enviar para: Rua Grão Pará, 212 – CEP 90850-170 – Porto Alegre – RS, com exceção da hispânica.

TEMAS PARA AUTORES BRASILEIROS E PORTUGUESES (exceção ao RS):

"ÁGUA" (lírico/filosóficas)
"VINHO" (humorísticas)

TEMAS PARA AUTORES DO RIO GRANDE DO SUL:
"FONTE" (lírico/filosóficas)
"SEDE" (humorísticas)

PARA AUTORES DE LÍNGUA HISPÂNICA: JUVENTUD (L/F)
(enviar para zetejohnson@hotmail.com)


- Prazo máximo: 30.06.13
- Máximo de 03 trovas por autor, em cada tema.
- "Sistema de envelopes", exceto Língua Hispânica

30.06.2013 - V Concurso Literário Poeta Zé Mitôca

Informações:
a) Concurso de Poesias (diversas modalidades)
b) Inscrição por E-mail

Premiação:
I) Coleção de livros

Prazo: 30 de Junho de 2013


Fonte:
http://vicentealencar.blogspot.com.br/2013/02/v-concurso-literario-poeta-ze-mitoca.html


Organização:
Família Zé Mitôca / E.E Médio Almir Pinto de Ocara - CE / Amantes da Poesia

Contato e Dúvidas:
poetazemitoca@hotmail.com


Regulamento:
V Concurso Literário Poeta Zé Mitôca
OCARA/2013

É uma iniciativa da família Zé Mitôca uma realização em parceria com a E.E Médio Almir Pinto de Ocara - CE, e os Amantes da Poesia; realizar-se-á de 08 de janeiro a 18 de outubro de 2013, as inscrições são virtuais e gratuitas e estão abertas de 10 de fevereiro a 30 de julho deste ano. O evento de premiação dar-se-á em 18 de outubro de 2013.
Será contemplada somente poesia, em três (03) modalidades:
• Decassílabo (com mote sugerido);
• Versos livres e
• Trovas.
O mote obrigatoriamente deve fechar cada estrofe
O tema deve constar na trova e indica-lo antes de escrever a trova.
Será avaliado:

• Rima,
• Métrica,
• Ritmo
• Criatividade e
• Fidelidade ao tema


1. ÂMBITO/MODALIDADE E TEMAS:

1.1. Nacional/Internacional (língua portuguesa):
Verso livre [um trabalho por tema]
Tema: SÉCULO XXI
Pode o poeta abordar temas relacionados (Descobertas, inovações, doenças, tecnologia, relacionamentos...)
1.2. Estadual:
Trovas (L/F) [duas trovas]
Tema: EDUCAÇÃO
1.3. Municipal/Estadual: decassílabo (com mote,um trabalho,[até 12 estofes])
Mote:
SE NÃO FOSSE JESUS, A LUZ DA VIDA
O QUE SERIA DA ALMA PECADORA
OBS:
a) Os poetas de outros Estados/países poderão enviar trabalhos de âmbito estadual e municipal, como participação Especial [não serão concedidos diploma de participação especial];
b) Os poetas do Estado do Ceará não residentes em Ocara poderão enviar poesia de âmbito municipal como participação especial;
c) Os trovadores de outros estados poderão enviar trabalhos de âmbito nacional/internacional como participação especial.

2- ENDEREÇO PARA ENVIO DOS TRABALHOS:
Para o endereço eletrônico: poetazemitoca@hotmail.com, indicando o tema, nome do autor, pequena biografia, e-mail, endereço completo, (município e CEP).
3- PRAZO PARA ENVIO:
Início: 10 de fevereiro de 2013
Término: 30 de Julho de 2013.

3.1 – Os organizadores do concurso, não farão qualquer espécie de ressarcimento relacionado aos gastos com a postagem;

2.5 - Não será permitida retificação de autoria, alterações, acréscimos e revisões no conteúdo da obra depois de efetuada a inscrição;
4 - SELEÇÃO DOS TEXTOS PREMIADOS:
3.1 - Os textos inscritos neste concurso serão analisados por uma Comissão Julgadora composta por 3 (três) pessoas de reputação ilibada e notória competência na matéria;
3.2 - As decisões das Comissões são soberanas, não cabendo contra elas quaisquer recursos;
5 - PREMIAÇÃO:
5.1 - Serão conferidos os seguintes prêmios:
1º lugar = troféu personalizado + uma coleção de livros de literatura
2º lugar = certificado + uma coleção de livros de literatura
3º lugar = certificado + uma coleção de livros de literatura

5.2 - O local da premiação será informado posteriormente e os premiados deverão comparecer à solenidade. Em caso de impedimento, deverão enviar representante munido de procuração com firma reconhecida;

6 - RESULTADOS:
6.1 - Os resultados serão divulgados somente no evento da premiação.
6.2 – Qualquer alteração será comunicada aos participantes pelos organizadores.

7 - DISPOSIÇÕES FINAIS:
7.1 - Os participantes concordam e permitem a divulgação de seu nome e imagem em quaisquer situações relacionadas a este concurso e autorizam a publicação dos textos inscritos, em qualquer modalidade de mídia, por tempo indeterminado, sem nenhum ônus para os organizadores;
7.2 - A inscrição da poesia para participar do processo de seleção representa a concordância, por parte do autor, com todos os itens deste regulamento, sem nenhuma ressalva;
7.3 - Todo o material enviado para ser submetido à seleção será inutilizado, ao final do concurso, e em hipótese alguma - haverá devolução de trabalhos a seus autores;
7.4 - Se duas ou mais pessoas enviarem a mesma obra ou obras que pareçam idênticas ou aquelas cujas autorias suscitem discussão ou controvérsia, ocorrerá a exclusão das referidas obras do processo de julgamento;
7.5 - Os textos enviados pelos concorrentes, obrigatoriamente, não poderão ter conteúdo que: (a) possa causar danos a terceiros, seja por meio de difamação, injúria ou calúnia, danos materiais e/ou danos morais; (b) seja obsceno e/ou pornográfico; (c) constitua em ofensa à liberdade de crença e às religiões; (d) contenha dado ou informação racista ou discriminatória; (e) tenha intenção de divulgar produto ou serviço ou qualquer finalidade comercial; (f) faça propaganda eleitoral ou divulgue opinião favorável ou contra partido ou candidato;
7.6 - É vedada a participação de:
(a) Membros da Comissão Julgadora do Concurso, bem como seus familiares (pais, filhos, irmãos e esposos/as ou aqueles que residem no mesmo domicílio);
(b) Familiares em 1º grau do poeta Zé Mitôca, ou aqueles que residem no mesmo domicílio.
7.7 - Casos omissos, não previstos neste regulamento, serão resolvidos pelos organizadores, por meio de equipe designada para tal fim.

Resultado - XI Concurso “Fritz Teixeira de Salles" de Poesia

Segue abaixo a lista dos selecionados:


CATEGORIA GERAL
José Antônio Abreu de Oliveira - Varre Sai (RJ) - Poesia: "Duas Mulheres que Temperavam"
Reginaldo Costa de Albuquerque - Campo Grande (MS) - Poesia: "O Fantasma"
Aroldo Comune - Monte Sião (MG) - Poesia: "Prismas"


MONTE SIÃO
Lucas Artur M. da Silva - Poesia: "Curto Circuito"
Bernardo de Oliveira Bernardi - Poesia: "Frustrou"
Felipe Ferraz de Araújo - Poesia: "Fardo"
José Renato Vilela Lemos - Poesia: "Dunas"
Mateus Ferreira Veloso Lima - Poesia: "sem renda"


POETA MAIS JOVEM
Nicolle Jacob Vieczorek - 9 anos - Rio de Janeiro (RJ) - Poesia: "A pequena lontrinha"


A premiação acontecerá no próximo dia 30 de março, sábado, no auditório do Colégio Objetivo de Monte Sião (Avenida das Fontes, 645), à partir das 20:00h. Todos estão convidados a participar desse evento.

Nessa data serão apresentadas as poesias, que serão publicadas no site da Fundação (http://www.fundacaopascoalandreta.com.br/) no dia 31 de março.
Também será realizada uma homenagem ao poeta mais jovem a participar do concurso.


Fonte:
http://www.fundacaopascoalandreta.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=48&Itemid=28



Copiado do site da Fundação:

Amigos, encerramos as inscrições do XI Concurso "Fritz Teixeira de Salles" de Poesia no último dia 31/01/2013. Graças ao apoio de diversas publicações na internet, que divulgam iniciativas como a do nosso concurso, o alcance foi muito além do que se poderia imaginar.

Não nos é possível identificar a todos que nos ajudaram nessa divulgação, e, sem nos esquecermos deles, gostaríamos de agradecer nominalmente ao Blog Concursos Literários  e Concursos Literários Benfazeja que, com sua grande audiência, levaram nosso Concurso aos mais recônditos lugares. Mas, uma vez mais, agradecemos a todos que, anonimamente, levaram a notícia de nosso concurso a todos os lugares e amigos.

Traçando um pequeno paralelo entre as últimas edições do concurso, saímos de 2010/2011 (nona edição), quando a publicação era somente regional, para a primeira divulgação pela internet para a edição de 2011/2012 e hoje, podemos ver que o crescimento é realmente muito grande.

Em 2011 tivemos pouco mais de 60 (sessenta) poesias inscritas, caracterizando o concurso quase como local, sem maiores alcances em outras regiões. A divulgação se deu pelo Jornal Monte Sião e o boca a boca dos autores e entusiastas.

Já em 2011/2012 (décima edição), com o início da divulgação pela internet, recebemos 1282 poesias de 486 poetas participantes. Para essa edição do concurso ainda eram admitidas até 3 (três) poesias por autor. Pela primeira vez registramos o recebimento de textos de outros países, sendo brasileiros residentes em outros lugares, portugueses e uma cidadã de Moçambique.

Hoje, para a edição 2012/2013 (a divulgação sempre se inicia no mês de novembro e a premiação acontece em março do ano seguinte) o número de textos por autor foi limitado a 2 (dois). Ainda assim, totalizamos 2095 (duas mil e noventa e cinco) poesias de 1155 (mil cento e cinquenta e cinco) poetas, com expressivo crescimento também dos autores residentes em outros países. Portugal tem a maior representatividade, mas, além dos portugueses, moçambicanos e brasileiros, pessoas de outras nacionalidades que não tem o nosso idioma como língua materna, nos brindaram com sua participação enviando suas poesias, escritas em português!

9 de março de 2013

31.05.2013 - Jogos Florais da Academia de Letras e Artes de Cambuci

Informações:
a) Concurso de Trovas

Prazo: 31 de Maio de 2013


Fonte:
http://falandodetrova.com.br/2013cambuci


Organização:
Academia de Letras e Artes de Cambuci

Contato e Dúvidas:
(22) 2767 2010


Regulamento:
Jogos Florais da Academia de Letras e Artes de Cambuci/RJ - 2013
A/C de Almir Pinto de Azevedo
Praça da Bandeira,79 - Centro
Cep 28.430-000 Cambuci/RJ

TEMA LIVRE - APENAS UMA TROVA (lírica, filosófica, humorística, etc. À livre escolha)
PRAZO MÁXIMO PARA RECEBIMENTO DOS TRABALHOS: 31.05.2013
Sistema de Envelopes

8 de março de 2013

30.04.2013 - Prémio Literário "José Luís Peixoto" (Portugal)

Informações:
a) Concurso de Contos
b) Voltado a autores com 25 anos ou menos

Premiação:
I)  1.000 € para o melhor de Ponte de Sor e 1.000 € para o melhor autor de fora
II) Publicação das obras selecionadas (50 exemplares para os autores)

Prazo: 30 de Abril de 2013


Fonte:
http://bibliotecapontesor.wordpress.com/premio-literario-jose-luis-peixoto-ano-2013/regulamento-jlpeixoto-2013/
http://bibliotecapontesor.wordpress.com/premio-literario-jose-luis-peixoto-ano-2013/


Organização:
Câmara Municipal de Ponte de Sor

Contato e Dúvidas:
bibliotecapontesor@gmail.com


Regulamento:
Regulamento do Prémio Literário "José Luís Peixoto"

Introdução

A ideia de criar este prémio literário que irá ser atribuído anualmente pela Câmara Municipal de Ponte de Sor teve, fundamentalmente, dois objectivos específicos que são, por um lado, a vontade de homenagear o autor que deu o nome ao prémio, José Luís Peixoto, natural do concelho de Ponte de Sor e, por outro, a necessidade de incentivar a criatividade literária entre os jovens, bem como o gosto pela escrita, que consideramos serem actividades essenciais para um bom desenvolvimento intelectual.

A aprovação do presente regulamento tem em vista fixar um conjunto de regras, por forma a garantir uma correcta avaliação dos trabalhos que serão apresentados no âmbito desta iniciativa.

Assim, nos termos do disposto no artigo 241.º da Constituição da República Portuguesa, tendo em vista o exercício da competência que à Câmara Municipal é conferida pela alínea b) do n.º 4 do artigo 64.º da Lei n.º 169/99, de 18 de Setembro, com as alterações introduzidas pela Lei n.º 5-A/2002, de 11 de Janeiro, é aprovado o presente Regulamento para vigorar na área de jurisdição do município de Ponte de Sor.

Artigo 1.º
O município de Ponte de Sor institui o Prémio Literário «José Luís Peixoto» no intuito de promover e incentivar a criação literária e o gosto pela leitura e homenagear o autor natural deste concelho.

Artigo 2.º
O Prémio Literário «José Luís Peixoto» será atribuído anualmente, até deliberação em contrário da Câmara Municipal de Ponte de Sor.

Artigo 3.º
O Prémio Literário «José Luís Peixoto» é aberto a cidadãos de nacionalidade portuguesa, e ainda a cidadãos naturais e ou residentes em países de língua oficial portuguesa.

Artigo 4.º
O Prémio Literário «José Luís Peixoto» destina-se a premiar trabalhos inéditos na(s) modalidade(s) de conto e poesia.
§ único. Os prémios serão atribuídos nos anos ímpares a conto e nos anos pares a poesia.

Artigo 5.º
Podem concorrer jovens que completem 25 anos de idade até ao dia 31 de Dezembro do ano a que respeita o prémio.

Artigo 6.º
Cada concorrente poderá apresentar um máximo de dois trabalhos.

Artigo 7.º
Os trabalhos a apresentar serão subordinados às seguintes normas:
a) O texto, ou conjunto de textos, obrigatoriamente redigido em língua portuguesa, deverá ter até 20 páginas A4, com espaçamento duplo entre as linhas e tipo de letra Times New Roman, tamanho 12, devendo ser entregues 4 cópias de cada trabalho;
b) Os originais deverão ser remetidos, sob pseudónimo, por correio registado, para a sede do município de Ponte de Sor, sita no Largo de 25 de Abril, 7400-228 Ponte de Sor, podendo, ainda, ser entregues pessoalmente na área sócio-cultural do mesmo município;
c) Juntamente com os originais, deverá ser enviado ou entregue um sobrescrito, fechado de forma a garantir a respectiva inviolabilidade, contendo no interior os dados de identificação e de residência do concorrente e ostentando, no exterior, o pseudónimo escolhido e o título do trabalho apresentado;
d) Em caso de entrega pessoal, só serão aceites os trabalhos recebidos na Câmara Municipal de Ponte de Sor até o dia 30 de Abril de 2013;
e) Em caso de envio pelo correio, só serão aceites os trabalhos expedidos até à data referida da alínea anterior, sendo a expedição comprovada pela aposição do carimbo dos serviços postais.

Artigo 8.º
Ao trabalho que, pela sua qualidade literária, mais se distinga entre os autores naturais e ou residentes no concelho de Ponte de Sor será atribuído um prémio pecuniário de 1000,00 euros.
§ único. Igual montante será atribuído ao trabalho que, nos mesmos moldes, mais se distinga, entre os autores que não sejam residentes no concelho de Ponte de Sor, nem dele naturais.

Artigo 9.º
Caberão ao município de Ponte de Sor todos os direitos sobre a primeira edição dos trabalhos premiados, comprometendo-se este a oferecer aos respectivos autores 50 exemplares, considerando-se os direitos de autor regularizados desta forma.

Artigo 10.º
Caso haja interesse por parte do município de Ponte de Sor e dos autores dos trabalhos premiados, poderão ser promovidas reedições, em condições a acordar.

Artigo 11.º
Poderão, ainda, ser editados, mediante condições a acordar, caso haja interesse por parte do município de Ponte de Sor e dos respectivos autores, os trabalhos agraciados com menções honrosas.

Artigo 12.º
A entrega dos prémios será feita em sessão pública a determinar pela Câmara Municipal de Ponte de Sor de acordo com as disponibilidades do escritor José Luís Peixoto que deverá, sempre que possível, estar presente na cerimónia.

Artigo 13.º
Os originais de trabalhos não premiados nem agraciados com menções honrosas, serão devolvidos aos respectivos autores, desde que estes solicitem a devolução no prazo de dois meses contado a partir da data da decisão final do júri.

Artigo 14.º
É obrigatória a identificação da naturalidade do participante no exterior do envelope que contém os trabalhos a concurso.
Só serão abertos os subscritos para a identificação dos autores premiados e agraciados.
Os restantes sobrescritos só serão abertos por solicitação dos autores interessados na devolução dos trabalhos, devendo, na ocasião, fazer prova da sua identidade.

Artigo 15.º
O júri terá a seguinte composição:
a) José Luís Peixoto, que presidirá;
b) Um representante da Câmara Municipal de Ponte de Sor, designado por deliberação desta;
c) Uma personalidade de reconhecida competência e idoneidade intelectual, proposta pela Câmara Municipal de Ponte de Sor, mediante deliberação desta.

Artigo 16.º
A decisão do júri será tomada no prazo de 120 dias úteis, contados a partir da data fixada para a entrega dos trabalhos.

Artigo 17.º
O júri poderá não atribuir qualquer prémio, caso considere que os trabalhos apresentados não reúnem condições de qualidade que o justifiquem.

Artigo 18.º
O júri, para além dos prémios atribuídos aos trabalhos que considerar de maior qualidade, poderá atribuir menções honrosas que, no entanto, não vincularão o município à respectiva publicação.
O júri poderá, ainda, se entender que o respectivo valor literário o justifica, atribuir prémios ex aequo.

Artigo 19.º
Os casos omissos ou as divergências na interpretação do presente regulamento serão solucionados pelo júri.

Artigo 20.º
Das decisões do júri não haverá recurso.

Artigo 21º
Vigência

A presente alteração produz os seus efeitos a partir do primeiro dia útil após a sua publicitação

Aprovado em Reunião da Câmara Municipal de Ponte de Sor a 13 de setembro de 2006 e pela Assembleia Municipal na sessão de 23 de setembro de 2006 e alterado e aprovado em Reunião da Câmara Municipal de Ponte de Sor a 29 de agosto de 2012 e pela Assembleia Municipal na sessão de 14 de dezembro de 2012.

01.05.2013 - VIII Jogos Florais de Cantagalo

Informações:
a) Concurso de Trovas
b) Categorias: Estadual e Nacional
c) Com tema

Prazo: 1.º de Maio de 2013


Fonte:
http://falandodetrova.com.br/cantagalo2013


Organização:
Trovadora Ruth Farah


Regulamento:
VIII JOGOS FLORAIS DE CANTAGALO - 2013
Rua Dr Nagib Jorge Farah, 204
Cantagalo/RJ - CEP 28.500-000

Temas (valendo palavras cognatas):

PERDÃO - Estado do Rio de Janeiro

OFENSA - para os demais Estados

Máximo: duas trovas Líricas ou Filosóficas

PRAZO MÁXIMO: 1º de MAIO DE 2013

7 de março de 2013

Publicidade e Transparência

Os autores-leitores deste blog podem surpreender-se hoje com uma novidade: um banner com publicidade.

Tendo sempre optado por uma relação transparente com os autores-leitores deste blog, sinto-me responsável por prestar os esclarecimentos abaixo:

Eu sou graduado em publicidade, mas, ironicamente, sou avesso à publicidade em si e ao seu entorno. Por essa visão, mesmo tendo gasto de tempo (esse o mais relevante, pois nunca mais volta) e dinheiro com este blog (impressão de cartões de visita, viagem para representar o blog em eventos, conexão quando estou em viagem, etc), não havia pensando em utilizar este projeto como ferramenta para, de algum modo, cobrir parte do que é direta ou indiretamente investido nele.

Muitos leitores, amigos e parceiros já haviam me questionado sobre buscar um patrocinador para o blog, o que refutei por receio de ter uma ou outra exigência que me fosse demasiado burocrática ou inviável (como o registro de uma empresa ou aprovação em lei de incentivo para depois poder negociar ou captar recursos).

Outros haviam me questionado sobre colocar publicidade, através de ferramentas oferecidas pela própria plataforma de publicação que utilizamos - o blogspot, o que refutei por não ter como selecionar quais anúncios entram e quais ficam de fora. Imaginem só, por exemplo, se barramos um concurso ou editora do blog, por não se enquadrar em nossa política editorial, mas a ferramenta automática, ao analisar pela repetição de palavras nosso conteúdo, decide que o anúncio daquele certame ou editora enquadra-se perfeitamente ao nosso público. Seria complicado, não?

Ainda um tanto receoso, comecei a mudar de opinião após conhecer a Lomadee, patrocinadora do Prêmio Top Blog. A empresa faz a intermediação entre quem publica conteúdo e grandes anunciantes. Ao me cadastrar para conhecer as ferramentas, notei que era possível escolher quais anunciantes seriam exibidos na sua página e, entre um número grande de empresas, separei quatro que vendem livros, o único produto que faz sentido divulgarmos por aqui. Por enquanto, contamos com um banner no topo e outro no fundo deste blog, de forma a ocupar espaço de destaque, mas sem prejudicar nosso conteúdo. No futuro, outras empresas podem ocupar estes ou outros espaços - sempre priorizando o conteúdo que oferecemos e um design bem limpo. Caso os anúncios, que são atualizados pelas empresas, tornem-se menos voltados à literatura, não hesitaremos em removê-los.


Espero que entendam esta decisão, que vem sendo amadurecida desde o final do ano passado. Mas, de toda forma, eu e toda a equipe estamos sempre abertos ao contato de cada um dos autores-leitores que colabora na construção e crescimento deste espaço.


Abraços,


Rodrigo Domit
Editor do blog

30.04.2013 - XXIII Concurso de Trovas de Pindamonhangaba

Informações:
a) Concurso de Trovas
b) Categorias: Regional e Nacional
c) Com tema

Prazo: 30 de Abril de 2013


Fonte:
http://falandodetrova.com.br/pinda2013


Organização:
União Brasileira de Trovadores – UBT
Seção de Pindamonhangaba – SP

Contato e Dúvidas:
(12) 3643-2399 (Biblioteca) ou (12) 3642-3724 (José Valdez)


Regulamento:
XXIII Concurso Nacional e Internacional de Trovas de Pindamonhangaba - 2013
União Brasileira de Trovadores – UBT
Seção de Pindamonhangaba – SP

O Concurso destina-se a todos os que queiram participar, independente de sexo, idade, nacionalidade, grau de instrução ou condição social.
Entende-se por TROVA “a composição de quatro setessilábicos, rimando o 1° com o 3° e o 2° com o 4°, tendo sentido completo”.

Regulamento
1 – Dos trabalhos

1.1 As trovas devem ser inéditas, de autoria do remetente e, cada uma delas deve ser datilografada/digitada na face externa de um envelope branco, que deve ser remetido fechado. Dentro de cada envelope, colocar um papel com a identificação: nome completo, endereço completo e assinatura.
1.2 Os envelopes com as trovas devem ser colocados em outro maior, para a remessa e, este não pode ter a identificação externa do remetente.
1.3 Máximo de 3 trovas (líricas/filosóficas) por concorrente, datilografando/digitando acima da trova, o tema a que concorre.
1.4 Serão consideradas as trovas recebidas até 30 de abril de 2013.
1.5 As trovas devem ser remetidas para:

XXIII Concurso Nacional e Internacional de Trovas de Pindamonhangaba
Biblioteca Pública Municipal “Ver. Rômulo Campos D’Arace”
Ladeira Barão de Pindamonhangaba, s/n – Bosque da Princesa
CEP: 12401-320 – Pindamonhangaba

1.6 Temas:
1.6.1 Nível Regional: para trovadores domiciliados na cidade de Pindamonhangaba, demais cidades do Vale do Paraíba, Litoral Norte e Região Serrana (Mantiqueira, no Estado de São Paulo) –RETICÊNCIA

1.6.2 Nível Nacional/Internacional: para os trovadores domiciliados nas demais cidades do Brasil e Exterior – FRASE
1.6.3 XIX Juventrova (para estudantes) – CELULAR

2 – Da Premiação
Dia: 06 de Julho de 2013.
Horário: 20 horas
Local: a ser confirmado
Prêmios: Serão concedidos para cada um dos TEMAS – Troféus e Diplomas para os cincos primeiros colocados, cinco Menções Honrosas e cinco Menções Especiais. ,

3 – Da Comissão Julgadora
A Comissão Julgadora será formada por trovadores de reconhecido mérito, ficando estabelecido que as trovas com o tema RETICÊNCIA serão julgadas por trovadores residentes em outras regiões e Estados (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, etc), e as trovas com o tema FRASE serão julgadas por trovadores residentes em outras regiões que não as mencionadas.

4 – A Comissão Organizadora

4.1 A Comissão Organizadora resolverá os casos e suas decisões serão definitivas e irrecorríveis.
4.2 As trovas remetidas em desacordo com qualquer item, serão eliminadas automaticamente do concurso.
4.3 A simples remessa das trovas significa total conhecimento e completa aceitação deste Regulamento.

MAIS INFORMAÇÕES:
Telefones: (12) 3643-2399 (Biblioteca) ou (12) 3642-3724 (José Valdez)


Observações do site Falando de Trova:
- Embora o regulamento não cite, baseado em edições anteriores afirmamos que poderão ser utilizados termos cognatos ou, até mesmo, ser omitida a palavra-tema, desde que o mesmo esteja implícito na construção da ideia.
- O regulamento se aplica aos temas Nacional e Regional. Normalmente o concurso para estudantes costuma ter regulamento próprio.
JOSÉ OUVERNEY

Leitura Alimenta


O projeto Leitura Alimenta foi desenvolvido com a intenção de criar o hábito da leitura em pessoas que têm acesso restrito a livros.

Por isso, a Livraria da Vila e a Cesta Nobre, parceiras do projeto, convidam você para doar livros novos ou usados, que já foram lidos e hoje estão perdidos em gavetas e prateleiras, para serem incluídos em cestas básicas distribuídas a famílias por todo o país.


Doar é fácil


Para doar seus livros (leia aqui algumas restrições às doações) , basta levá-los a uma das unidades da Livraria da Vila (clique aqui para descobrir o endereço das lojas) ou enviar pelos correios para:

CAIXA POSTAL 73007 / CEP 08341-420 / São Paulo - SP

Se você não quiser se desfazer de sua coleção, também pode colaborar comprando um livro virtual, cuja renda será revertida inteiramente para a compra de livros reais.


Para saber mais sobre o projeto, acesse:
http://leituraalimenta.com.br

30.04.2013 - Jogos Florais de Ribeirão Preto

Informações:
a) Concurso de Trovas
b) Categorias: Municipal / Nacional / Estudantil
c) Com tema

Prazo: 30 de Abril de 2013


Fonte:
http://falandodetrova.com.br/2013ribeiraopreto


Organização:
União Brasileira de Trovadores
Trovador Nilton Manoel


Regulamento:
JOGOS FLORAIS DE RIBEIRAO PRETO 2013

Endereço para remessa:
Caixa Postal 448, Cep 14001-970 - Ribeirão Preto - SP

TEMA NACIONAL:

Lirismo: Muralha
Humor: Cerca

TEMA MUNICIPAL:

Lirismo: Direito
Humor: Torto

Jogos Florais Estudantis de Ribeirão Preto:

TEMA ESTUDANTIL

Lirismo: Fada
Humor: Bruxa

Remessa: Sistema de envelopes - brancos (8/11) em ARIAL
Até 03 (três) trovas por tema
Recepção das trovas: de 02 de janeiro até 30 de abril de 2013.
Resultado: até 10 de maio

6 de março de 2013

15.04.2013 - IX Concurso de Trovas da UBT Maranguape

Informações:
a) Concurso de Trovas
b) Categorias: Municipal / Estadual / Nacional e Internacional / em Espanhol
c) Temas (conferir no regulamento)
d) Inscrições por E-mail

Prazo: 15 de Abril de 2013


Fonte:
http://falandodetrova.com.br/maranguape2013


Organização:
UBT Maranguape

Contato e Dúvidas:
ubt.mpe@gmail.com


Regulamento:
IX Concurso de Trovas da UBT Maranguape - 2013
UNIÃO BRASILEIRA DE TROVADORES = SEÇÃO DE MARANGUAPE

1) ÂMBITO/MODALIDADE e TEMAS: [O tema deve constar na trova]
1.1. Nacional/Internacional (língua portuguesa): “Deus” (L/F) e “samba” (humor) [uma trova por tema]

1.2. Estadual: [duas trovas por tema] “Verso” (L/F) e “mão” (humor)

1.3. Municipal: [duas trovas para cada tema] - “Aliança” (L/F) e “baião” (humor)

1.4. ABERTO (a todos os trovadores – Nacional/internacional, estadual e municipal): Destinado a homenagear a profissão de Professor: “Professor (a, as, es)” (L/F) e “estudante (s)” (L/F), [uma trova de cada tema].

1.5. Internacional em língua hispânica: [duas trovas por concorrente] - “Dios” (Lírica/Filosófica).

OBS:
a) Os trovadores de outros Estados/países poderão enviar trovas de âmbitos estadual e municipal, como participação Especial [não serão concedidos diploma de participação especial];
b) Os trovadores do Estado do Ceará não residentes em Maranguape ou não pertencentes a UBT-MARANGUAPE poderão enviar trovas de âmbito municipal como participação especial;
c) Os trovadores do Estado do Ceará poderão enviar trovas de âmbito nacional/internacional como participação especial.
d) Aberto – destinado a todos os trovadores [âmbitos nacional/internacional, estadual e municipal]. Serão feitas duas premiações na modalidade aberto: 1ª). Para trovadores de âmbito Nacional/internacional; 2ª) Exclusiva p/trovadores do Estado do Ceará, inclusive de Maranguape.
e) É necessário constar o tema na trova. Indicar o tema antes de escrever a trova.

ENDEREÇO PARA REMESSA DAS TROVAS:
i) Por e-mail para o endereço eletrônico: ubt.mpe@gmail.com, indicando o nome do autor, e-mail, endereço completo, município e CEP.

PRAZO PARA REMESSA: Até 15 de abril de 2013.